O fenômeno chamado de “dequada” no Pantanal

Maio 2, 2017
Oque é:

“Dequada” é um fenômeno natural de deterioração da qualidade da água, que ocorre no Pantanal no período de enchente, principalmente no Pantanal do Estado do Mato Grosso do Sul, ocasionando a morte de milhares de peixes.

Porque ocorre  dequada:

O ciclo de cheias e seca dos rios, no recuar das águas (período de vazante), a vegetação aquática morre e dá lugar à vegetação terrestre, que rapidamente se recompõe. Durante a enchente, a água invade a planície gradativamente, em lâminas d’água muito rasas, deixando a vegetação submersa. Ocorre então à decomposição de toda está matéria orgânica, proveniente das plantas aquáticas mortas e das terrestres e, à medida que aumenta o nível da inundação, as matérias da decomposição são levados para as baias, córregos, corixos e rios, deixando a água avermelhada e com partículas em suspensão.

O processo de decomposição é tão intenso, que a atividade de oxidação da matéria orgânica pelas bactérias é capaz de consumir todo o oxigênio dissolvido (OD) na água e liberar o dióxido de carbono livre (CO²).

Vazante do pantanal

Durante a dequada, baixas concentrações de OD (que passam de valores entre 6 e 7mg/L e chegam até a completa anoxia ou 0,0mg/L) e altas de CO² (sendo que os valores considerados normais, entre 5 e 10mg/L, passam a valores > 20mg/L, chegando a atingir até 100mg/L), sendo muito prejudicial aos peixes, e dependendo da intensidade e tempo de duração do fenômeno pode matar toneladas de peixes.

A dequada então é um fenômeno natural, caracterizado pela alteração das características da água, como cor, odor, oxigênio dissolvido, gás carbônico dissolvido, pH, condutividade elétrica, nutrientes (nitrogênio, fósforo, carbono), demanda bioquímica de oxigênio, dentre outros. A temperatura é outro fator importante. Normalmente, na época de enchente (fevereiro, março, abril) as temperaturas são muito altas (32°C) no Pantanal, o que ajuda a acelerar o processo de decomposição.

 

 

Quando ocorre dequada:

Ocorre normalmente de fevereiro a abril, quando o nível do rio Paraguai passa dos 3,5m. A alteração da qualidade da água denominada de “dequada” ocorre todos os anos, mas a morte de peixes somente em anos em que o fenômeno é mais significativo.

O grau de deterioração da qualidade da água depende das características do regime hidrológico de cada ano: se o volume da cheia for grande e a velocidade de inundação alta, tais processos ocorrem antecipadamente (início da enchente), de forma mais acentuada e podem durar meses. A magnitude da seca do ano anterior também interfere no processo, pois está relacionada com a quantidade de biomassa de plantas terrestres que sofrerá decomposição na cheia subseqüente.

Onde ocorre dequada:

Ocorre em toda a área de inundação dos rios do Pantanal Sul Mato Grossense, principalmente na área de inundação do rio Paraguai. O fenômeno da dequada ocorre em toda a área de inundação dos grandes rios como Paraguai, Miranda, Aquidauana, Taquari e São Lourenço/Cuiabá, durante o processo de enchente (janeiro-maio), e pode atingir proporções suficientemente grandes para afetar grande parte do rio Paraguai à jusante, chegando, em alguns anos, até Porto Murtinho (MS), no final da bacia do Alto Paraguai, em território brasileiro.

2 Respostas a O fenômeno chamado de “dequada” no Pantanal

Deixe uma resposta